03/02/2011

Luar do Pontal

http://public.blu.livefilestore.com/y1pfZeV0J53bU84PUoJ5jGPDiFFVphuan4pCYfiGKE5DfxfKAKqxjjQIEBiRH885RNMxrQN8OQo7e-gqYXlxdrpIA/Luar%20do%20Pontal%20banner.JPG?psid=1

Luar do Pontal é uma das minhas músicas publicáveis mais antigas. Coincidência ou não, no dia em que a gravação ficou pronta a composição completou 4 anos. É uma música mais do que especial pra mim e pra DB: foi minha primeira gravação e a responsável por praticamente toda a credibilidade que conquistamos em 2010. Com ela entramos na coletânea Máfia da Mortadela como a única representante fora do eixo Rio-São Paulo, reconhecido como a área onde há mais bandas de blues no Brasil. Com ela ajudamos a mostrar que no Nordeste também há blueseiros. No interior da Bahia, mais especificamente.
Já percebi que é muito difícil criar uma letra pra depois colocar música, ou vice-versa. Comigo funciona bem melhor quando a letra, ou um pequeno trecho dela, já surgem na cabeça com melodia. Luar do Pontal foi assim. A música é dividida em três partes cantadas. Cada uma foi composta num lugar diferente. Veio a primeira, já com a melodia. Na época não tinha celular com gravador então o jeito foi ficar mentalizando até chegar ao ponto de não esquecer mais. Abaixo você pode conferir o manuscrito original. Veja que cada parte diz onde foi composta. Esta é uma página de um caderno que participou de boa parte dos meus maiores traumas, hehe. Tem muita coisa escrita aí. Clique na foto pra ampliá-la.

http://public.blu.livefilestore.com/y1pnG7J5mKf5LiCt2WtW4k7UGsLn-AmWAw2DWk-qIilw4NJtUi6zV76xVOAFi_wGQ-iv1-2OYc4F-LtIJFieri7sw/Luar%20do%20Pontal%20manuscrito.JPG?psid=1

Quando compus Luar do Pontal, ainda fazia parte da The New Old Jam, banda de rock n' roll estilo Led-Zeppelin que eu, Rômulo e Camilo fizemos parte. Era muito diferente da que vocês conhecem. Talvez um dia eu a grave na versão original. Na faixa multimídia do nosso EP você confere uma gravação caseira comigo na voz e cajón, Fernando Bernardino na guitarra e Dieguinho no baixo, quando ainda estávamos procurando um novo formato para ela. Bem diferente da gravada e da original e muito boa. Também merece uma gravação. Confira a letra:


LUAR DO PONTAL
I. Malforea

Baby, quero lhe falar
Se isso tudo for um sonho
Não me deixe acordar

Baby, quando amanhecer
Se tudo quiser voltar ao normal
Não deixe isso acontecer

Eu cansei da minha rotina
Eu cansei de ser mais um
Eu só tenho uma vida
E não vou perdê-la pra qualquer um

Baby, olhe pro céu
Há tanta estrela no Universo
A vida não é tão cruel

Veja, preste atenção
Todo dia a vida lhe diz sim
E você sempre diz não

Nunca deixe que eu me esqueça
Do valor que a vida tem
O que chamam de riqueza
Nunca valeu nada e nem ninguém

Baby, entre no trem
Que quem entra nunca sabe
Pra onde vai nem de onde vem

Veja, já vai partir
Quando você for voltar
Eu quero ver você sorrir

Só sei que não sei de nada
Talvez nunca vá saber
Mas se estou nessa estrada
É porque há alguma coisa a acontecer.

------------------------------------------------------

Já me encheram o saco por causa dessa última frase. Vêm me dizer que escrevi errado, mas daí quando digo que não é "porque alguma coisa acontecer" e que está escrito em português correto entendem o que eu quis dizer. Você também achou estranho quando ouviu?

I. Malforea

Ficha técnica da gravação:

Voz: I. Malforea
Guitarras: Fernando Bernardino
Baixo: Dieguinho
bateria: Benjamin
Gravado em fevereiro de 2010 no estúdio Casa do Canto.


Quer tocar? Clique aqui e imprima a cifra! (caso não abra, clique com o botão direito, e em seguida em "salvar destino como")
Quer baixar? Clique aqui e veja como!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião a respeito deste post?